Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

A Volta do não perde mais, perde sim!


 Michigan foi palco da ultima etapa da curta T3 da M7 Help CART Series, organizada pela VORC Series.
E quem pensa que o baixo numero de quatorze carros não daria emoção a corrida o que se viu foi emoção do inicio ao fim, e com um final digno de tempos áureos da CART Series real.

CLASSIFICAÇÃO
Com Bruno Miranda e Diego Said optando por não se qualificar, Rafael Gonçalves que não é bobo nem nada fez a pole position da ultima etapa, seguido de Paulo Maeda em uma dobradinha da Black Wings FSW seguidos de Fabio Marques e Victor Espindola, pilotos dos demais times da Black Wings.


CORRIDA
Rafael Gonçalves largou bem, e seguiu líder até a volta 15, enquanto isso Neto Silva e Paulo Maeda brigavam pelo segundo lugar na corrida, até onde ocorreu a primeira bandeira amarela em um acidente entre Alexandre Oliveira, Silvio Cividini e Anderson Medeiros, com isso as estratégias de boxes começaram a fazer a diferença com alguns pilotos indo aos boxes.
Neto Silva que não fez pit, seguiu lider até a volta 31 onde ele foi para seu pit stop. então a liderança passando por Bruno Miranda e Diego Said que vinham fazendo escalada no grid após largarem do fim do grid.
Depois de uma amarela a 20 voltas do fim, as coisas começaram a ficar estratégicas entre quem iria economizar e quem teria de fazer um splash and go, Bruno Miranda, Diego Said, Rafael Gonçalves e Neto Silva chegaram a liderar ao menos uma volta e ao final da corrida um show de panes secas com alguns pilotos que arriscaram não parar nos boxes, com isso Bruno Miranda levou a pior e ficou sem combustível ao melhor estilo Max Papis em 1999, sobrou para Diegou Said ser o Tony Kanaan da vez e vencer a etapa final e buscar com isso ainda o vice campeonato, Eduardo Melo passou em segundo lugar sendo que chegou nesta posição nas três corridas que fez, Neto Silva fez excelente corrida passando em terceiro, ainda em boa corrida também Paulo Maeda que foi o quarto colocado.


CLASSIFICAÇÃO DE PILOTOS
Bruno Miranda que só precisava largar para conquistar o título, sai com o seu bi-campeonato da CART e o terceiro titulo na modalidade, já que tem um título da Champ Car realizado em 2015. Diego Said se saiu bem e conquistou mais um troféu para sua coleção mesmo com uma etapa a menos.
Eduardo Melo tomou o pódium do campeonato de Emerson Czerkawsky e fechou em terceiro o campeonato também com uma corrida a menos que os demais, porém com três 2º lugares em quatro corridas.


CLASSIFICAÇÃO DE EQUIPES
No campeonato de equipes a BMRS Motorsports foi a grande campeã com 189 pontos, contra 158 da Paraguay Racing AV, a Black Wings RT foi a terceira colocada no campeonato.


A Temporada da CART se encerra e agora haverá reuniões e estudos para saber se haverá a T4 no novo mod que esta sendo trabalhado pela liga para a T4 ou T1 2018.

VT da Etapa



Leia Mais... ►

Inicio insano!!!!


No dia 04 de agosto aconteceu a estreia da VTCC no grid da VORC Series. Com 25 pilotos o grid prometia não ser dominado completamente por Paraguay Racing AV e BSP Racing como na temporada passada na Clio Cup.

CLASSIFICAÇÃO
Neto Silva começou com o pé direito fazendo a pole position da primeira etapa da temporada, seguido de Lucas Werle também da BSP Racing, Seguido de Alisson Zanoni da BenKler e Gustavo Frigotto da Paraguay Racing AV.



BATERIA 1
Mesmo começando com dois carros na primeira fila, a BSP Não segurou e Neto Silva, após uma largada fantástica de Gustavo Frigotto, perde a ponta da corrida.
Alisson Zanoni, piloto da BenKleR, se manteve sempre em um ritmo confortável e salvou um P3 na bateria, após Rodrigo Zanga fazer pressão na disputa pelo pódio no final da bateria. Nos pelotões intermediários a briga era constante e carros danificados eram comuns, causando até certo congestionamento nos boxes ao entrarem muitos carros para concerto numa pista com pitlane curtíssimo.

 A briga pelo quarto lugar ficou acirrada em certo momento da corrida, envolvendo 3 pilotos, assim como a briga pela última posição da inversão de grid, entre Ciro Santana e Richard Valandro no minuto final da bateria, onde Ciro garantiu o direito à largar na ponta da segunda bateria por menos de 1s para Richard.
Ao fim da bateria Gustavo Frigotto se sagra vencedor, sem dar chances à concorrência. Neto Silva foi o segundo, isolado, terminando a mais de 20s de Frigotto e mais de 10s para o terceiro colocado, Alisson Zanoni.



BATERIA 2

Na segunda bateria os dois ponteiros da corrida um largam bem, Neto escolhe atacar por fora e Frigotto por dentro. Ao fim da primeira curva, Gustavo e Neto (que largaram em oitavo e sétimo, respectivamente) já apareciam nas duas primeiras posições e assim foi novamente até o término da corrida.

Uma briga incrível pela última posição do pódio se forma com Rodrigo Zanga, Anderson Medeiros, Bento Rosato, Felipe Granado, Richard Valandro e Ernesto Brock.
Richard Valandro fez uma corrida exemplar, não cometeu grandes erros, superou os oponentes um a um e garantiu um suado terceiro lugar mas com gosto de "quero mais", visto que o piloto dizimou uma vantagem de cerca de 10s que Neto possuía em menos de 6 voltas, terminando a pouco mais de 1s do mesmo. Novamente o pelotão intermediário não deu descanso ao narrador, tendo diversas disputas fortes. Após nomes fortes ficarem pro fim do grid na bateria um, como Kleber Stippi, Ernesto Brock e Lucas Werle, corridas de recuperação foram a tônica desta segunda bateria.

Gustavo consegue duas vitórias magistrais e sai líder do campeonato. Neto, segundo colocado nas duas baterias, também se posiciona bem e começa o campeonato na segunda posição.


CAMPEONATO DE PILOTOS
Gustavo Frigotto aproveita a boa fase e já inicia o campeonato na liderança com 65 pontos, enquanto Neto Silva é o vice com 56 pontos, seguido de Felipe Granado que em duas corridas constantes inicia o campeonato em terceiro com 42 pontos.



CAMPEONATO DE EQUIPES
A BSP Racing aproveitou os pódios de Neto Silva e as boas corridas de Anderson Medeiros e já começa a temporada como líder com 94 pontos, a Paraguay Racing AV vem com suas equipes 4 e 3 como vice líder e terceira no campeonato.



PRÓXIMA ETAPA
A próxima etapa ocorrerá no circuito de Monza no dia 18 de Agosto as 21:30h

VT DA ETAPA

Leia Mais... ►

Bruno Miranda a um passo do Tri na VORC Series!!!


E a CART da VORC Series chegou a Laguna Seca para a terceira etapa da temporada T3 de 2017 onde a categoria de monoposto teve a sua "semi-final"
Foram 14 carros, em uma corrida onde Bruno Miranda levou a melhor, e sai praticamente campeão da temporada, precisando basicamente participar da ultima etapa em Michigan.

CLASSIFICAÇÃO
Bruno Miranda fez a pole-position, ficando a frente de Diego Said e Eduardo Sá que substitui-a Phillipe Henrique na etapa.
Gustavo Frigotto que fez sua estreia foi o 4º seguido de Neto Silva da BSP Racing.


CORRIDA
Bruno Miranda conseguiu sair na ponta após a largada Eduardo Sá bem que tentou mas conseguiu ficar a frente de Diego Said por apenas quatro voltas, Neto Silva se consolidou em quarto lugar na etapa.
Mais atrás a situação era diferente com Ricardo Prediger, Rafael Gonçalves, Emerson Czerkawsky e Anderson Medeiros alternando as posições em alguns momentos.
Bruno Miranda liderou a prova toda, onde levou a BMRS e a si proprio a terceira vitoria da temporada, tendo 31 pontos de vantagem para Emerson Czerkawsky vice lider do campeonato.
Diego Said segue em sua recuperação em busca do TOP 3 com o segundo lugar em Laguna Seca, Eduardo Sá foi o terceiro colocado da corrida.


PONTUAÇÃO PILOTOS
Bruno Miranda sai de Laguna Seca com 31 pontos de vantagem para Emerson Czerkawsky, único com pequenas chances de título.
Diego Said conseguiu pular para terceiro no campeonato, com a ausência de Eduardo Melo da Paraguay Racing AV.


PONTUAÇÃO DE EQUIPES
A BMRS Motorsports é a nova líder do campeonato com 153 pontos, contra 119 pontos da Paraguay Racing AV, a atual campeã Black Wings RT surge em terceira com 87 pontos.



PRÓXIMA ETAPA
A próxima etapa é a grande final, acontece no oval de Michigan onde a categoria corre pela primeira vez pela VORC Series.

VT DA ETAPA


Leia Mais... ►

Thiago Procópio campeão das rampas!!!


A VORC Super Trucks chegou em sua final, no autódromo de Red Bull Ring, com 3 pilotos disputando de forma direta (visto que Enzo Sofiato, empatado com Caio Russi na terceira posição do campeonato, não correria).
A disputa seria mais direta entre Thiago Procopio e Arthur Targa, com Caio correndo mais por fora. Na sessão de Classificação Caio foi o primeiro dos três a buscar tempo, indo para a pista logo no início da sessão e marcando 1:04.6.
Procopio não demorou muito e deu as cartas, baixando o tempo de Caio em meio segundo e garantindo a pole virando na casa de 1:04.1. Dos que disputavam diretamente, Targa foi o que encontrou mais dificuldades. Conseguindo fechar apenas uma volta rápida e não perfeita, o piloto largou da quinta posição do grid.

BATERIA 1
Na largada Procopio encontra dificuldades, perde o traçado na primeira curva e sai da pista, sendo superado por Caio e logo em seguida, por Raphael Camelo.
Caio não ligou para os problemas alheios, manteve a ponta em todo o restante da corrida, não sendo ameaçado por ninguém e de bônus fazendo a volta mais rápida da corrida, conquistando dois pontos extras na bateria.
Thiago não demonstrou frieza, cometeu erros e sendo o pior deles em uma disputa direta com seu concorrente mais próximo, Arthur, onde rodou na saída da curva 2 por duas vezes. O piloto ainda salvou o quarto lugar, porém Caio vencendo e trazendo dois pontos extras e Arthur sendo apenas terceiro trouxe uma embolada maior para a tabela, indo pra segunda bateria separados por menos de 10 pontos os 3 concorrentes.
Nas demais posições do grid um show, tanto de habilidade quanto de falta dela. A grande dificuldade das picapes trouxeram muitos momentos de grande plasticidade nas manobras e ao mesmo tempo momentos engraçados. Emerson Czerkawsky passou a primeira rampa de marcha ré após rodar na saída da curva um. Neto Silva a cada aproximação em Emerson se perdia na freada da curva um e beliscava o muro. Marco de Andrade foi outro piloto que passou mals bocados na bateria.



BATERIA 2
Com a inversão de grid e a tabela mais apertada, não existia quem quisesse perder tempo com matemática. O mais fácil era se garantir, vencer a bateria e somar o maior número de pontos, torcendo para os demais pilotos terem algum problema. Thiago logo fez sua parte, assumiu a ponta e, após um período de disputas com Caio, conseguiu uma vantagem confortável na ponta, garantindo com propriedade o título do curto campeonato.
Arthur cometeu um pequeno erro logo nas primeiras voltas e não conseguiu fazer uma boa corrida, abandonando logo em seu princípio.
Nas demais posições em pista, muitas disputas e erros, assim como na primeira bateria. Ernesto Brock fez duas boas corridas, correndo em um ritmo "individual", visto que não conseguia andar num ritmo tão forte quanto dos ponteiros do título mas tinha mais ritmo que os demais pilotos.


CAMPEONATO DE PILOTOS
Thiago Procopio sai com o titulo da temporada com 157 pontos contra 148 de Caio Russi que novamente foi vice campeão de um campeonato da VORC. Arthur Targa ainda foi o terceiro no campeonato.


CAMPEONATOS DE EQUIPES
A Paraguay Racing AV conquista o titulo de equipes, encima da Benkler RT que foi vice campeã da temporada, e a Scuderia Rupel estreiando na temporada em terceiro.

E assim terminou a temporada da Super Trucks na VORC Series, com grande chances de um novo torneio em breve.

Vt da Etapa

Leia Mais... ►